A canoa... e o menino...



O sol morno da tarde tinge de dourado o céu...
o mar...e tudo que sua luz reflete...
E as ondas maliciosamente...vão e vem...
Para lá...para cá...


Na areia...uma velha canoa...
Como envelhecido é também seu nome....
Mas, olhando bem... bem de pertinho...
crepúsculo...era o nome...


Longe um menino ri...contente, feliz...livre...
com seus dentes dourados pela luz do sol poente...
corre, cai... dribla as ondas, olha sem ver
o espetáculo no céu...


Eu fico contemplativa, saudosa... nostálgica...
E me envolvo com a alegria do menino...
Com as suas peripécias... com seu ar ingênuo...
na canoa começa a remar... sem sair do lugar...


já é quase noite... nada se ouve... apenas...
apenas o riso largo e inocente daquele menino...
de pele queimada, olhos cheios de esperança...


E alí... a canoa, o menino, o mar e eu
inseridos na mais linda paisagem...
neste momento ... senti...eramos nós e Deus...
envolvidos por tanta beleza...
elevo meus pensamentos aos céus...
agradeço por nós dois...


Obrigada Senhor!

(by Zininha)

Um comentário: